Vem ai o HTTP 2.0




Depois de quase 17 anos o protocolo que é a base da Internet vai sofrer o seu maior processo de atualização. O chamado HTTP v2 esta para entrar em operação e uma das grande novidades é que ele pode tornar a Internet muito mais rápida.

Quando falamos em HTTP v2 não podemos confundir com o muito divulgado aspecto da web, a chamada web interativa ou web 2.0, aqui estamos falando de uma coisa diferente, estamos falando de um protocolo, de um conjunto de regras básicas que fazem a Internet funciona da forma com a conhecemos, e estas mudanças vem trazer uma série de novas possibilidades.

Esta mudanças entraram em seu último processo, o de aprovação e criação de um RFC, o que garante que as novas regras terão seguido todo o ciclo de desenvolvimento, mudanças e aprovação, e somente depois disso pode ser usado de forma oficial.

Como anunciado no blog do Mark Nottingham no último dia 18 de fevereiro, as especificações da nova estrutura do HTTP 2 já foram aprovas, e esta mudança teve como base os trabalhos desenvolvidos na criação do SPDY , que é um protocolo criado para trabalhar com transporte de conteúdo em canais de baixa latência, e agora estão sendo validadas pela equipe de editores para a criação do RFC de referência, o que oficializa o fechamento da mudança.

Antes que entrem em ação, vamos ver algumas das mudanças esperadas e presentes no novo modelo da HTTP v2.

Um dos aspectos mais esperados e que já estão implementados na versão 2 do HTTP é a possibilidade de trabalhar com a multiplexação de vários conteúdo, sendo transmitidos ao mesmo tempo, com isso o que temos na prática é o ganho de performance, tornando ainda mais rápida a troca de conteúdo entre os servidores e os clientes.

No entanto, isso e muitas outras mudanças serão conseguidas sem que se mude totalmente o protocolo base da Internet, ou seja, não teremos uma troca total de um padrão pelo outro, o que temos sim é uma melhoria considerável no protocolo.

Ao contrário de muitos protocolos na Internet, o HTTP v2 foi construído para trazer um pouco mais de segurança para o processo, sendo assim, por padrão o HTTP v2 teria a capacidade de usar a criptografia de modo mais simples e fácil, fazendo uma "link" com o uso de protocolos de segurança como o TLS mas, isso foi rejeitado por uma série de problemas com alguns fabricantes que alegaram problemas imediatos de conformidade, mas acredito que isso será resolvido e veremos muito em breve a integração destes dois protocolos.

A grande maioria dos benefícios trazidos pelo novo protocolo, só poderão ser totalmente usados se a compatibilidade com a criptografia estiverem presentes, isso fez alguns desenvolvedores dos browsers do Firefox e Chrome dizerem que só vão usar como padrão o HTTP 2 quando tudo estiver integrado.

Entretanto, a adoção do HTTP 2 dependerá muito da adoção dos grandes fornecedores de conteúdo como o Google. Neste caso, o Google já informou que irá introduzir as novas especificações do HTTP v2 na versão do seu navegador a partir de 2016.

Vamos esperar como estas novas funcionalidades vão ser introduzidas, e vamos esperar que elas venham para ajudar todos os usuários. Uma coisa é certa, muita coisa ainda vai acontecer até este novo padrão se tornar realmente um padrão na Internet. 

Você é desenvolvedor e quer um pouco mais de informações, o link do FAQ do site do HTTP 2 pode ajudar.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Gostaria de saber a sua opinião.